Definidas as regras para empregador adiar pagamento de FGTS

Sumário

A Caixa Econômica Federal detalhou nesta terça-feira, 31, as regras para o empregador adiar o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de seus funcionários, incluindo empregadores de trabalhadores domésticos. O detalhamento foi publicado em circular do banco no Diário Oficial da União (DOU).

Compartilhe nas redes!

A Caixa Econômica Federal detalhou nesta terça-feira, 31, as regras para o empregador adiar o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de seus funcionários, incluindo empregadores de trabalhadores domésticos.

O detalhamento foi publicado em circular do banco no Diário Oficial da União (DOU).

Todos os empregadores poderão se beneficiar da medida incluída no pacote do governo para socorrer empresas e trabalhadores diante dos impactos econômicos decorrentes da epidemia de coronavírus.

O chamado diferimento do prazo de recolhimento do FGTS foi autorizado por medida provisória publicada semana passada que flexibilizou leis trabalhistas durante o estado de calamidade pública decreto no País, que terá vigência até dezembro deste ano.

Pela decisão, fica suspensa a obrigatoriedade do recolhimento ao Fundo referente aos períodos de março, abril e maio, com vencimento em abril, maio e junho de 2020.

A prorrogação independe de adesão prévia. Para ter direito ao benefício, entretanto, o empregador permanece obrigado a declarar as informações no eSocial até o dia 7 de cada mês e a emitir a guia de recolhimento do Documento de Arrecadação (DAE).

O empregador que não prestar a declaração da informação ao FGTS até o dia 7 de cada mês, deve realizá-la impreterivelmente até a data limite de 20 de junho 2020 para não ficar sujeito a multa e encargos.

O parcelamento do recolhimento do FGTS poderá ser feito em seis parcelas fixas com vencimento no dia 7 de cada mês, com início em julho de 2020 e fim em dezembro de 2020. O valor total a ser parcelado poderá ser antecipado a interesse do empregador ou empregador doméstico.

A circular da Caixa, que é o agente operador do FGTS, informa ainda que, na hipótese de rescisão do contrato de trabalho, o empregador passa a estar obrigado ao recolhimento dos valores decorrentes da suspensão do pagamento do FGTS, bem como os demais valores devidos ao recolhimento rescisório, sem incidência da multa e encargos devidos, caso efetuado dentro do prazo legal estabelecido para sua realização.

Fonte: Jornal Contabil

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

5 Dicas Para Empreendedores Pet Inovarem Sua Gestão Financeira (1) - Contabilidade em Diadema | Online Contábil

Revolucione a Gestão Financeira do Seu Pet Shop Hoje!

Dicas para empreendedores de pet shop inovarem sua gestão financeira Descubra dicas práticas para empreendedores de pet shop otimizarem a gestão financeira. Aprenda como inovar e aumentar a lucratividade do seu negócio, de forma eficaz e sustentável. A gestão financeira

Simples Nacional é A Melhor Opção De Regime Para Abrir Seu Clínica De Estética - Contabilidade em Diadema | Online Contábil

Clínica estética no Simples Nacional: Uma opção de economia

Descubra por que o Simples Nacional é ideal para sua clínica estética Entenda os benefícios fiscais e as considerações ao optar pelo Simples Nacional na gestão da sua clínica estética Para esteticistas que desejam abrir sua própria clínica de estética,

Como Funcionará A Tributação Para Salões De Beleza Em 2024 (1) - Contabilidade em Diadema | Online Contábil

Tributação para salões de beleza: o que mudará em 2024?

Como funcionará a tributação para salões de beleza em 2024? Fique por dentro da tributação para salões de beleza e aprenda estratégias para se adaptar e prosperar neste novo cenário tributário. Os donos de salão de beleza enfrentam constantes desafios

Tributação Em Pet Shops Quanto Deve Ser Pago Em Impostos (1) - Contabilidade em Diadema | Online Contábil

Tributação para pet shop: Como funciona?

O guia completo da tributação para pet shop Veja como funciona a tributação para pet shop e estratégias eficientes para fazer uma boa redução. A tributação em pet shops pode ser complexa e entender quanto deve ser pago em impostos

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Poderão aderir à modalidade as empresas com faturamento anual entre…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top

O IRPF 2024 está chegando!

Não deixe para a última hora e evite multas e problemas com a Receita Federal.

Aqui na Online Contábil, garantimos uma declaração rápida, segura e sem erros.

Então deixe a burocracia conosco e fique longe da “fúria” do Leão!

Área do Cliente